Busca

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Denúncia contra Cunha pode sair até amanhã


Prestes a ser denunciado pela Procuradoria Geral da República por corrupção e lavagem de dinheiro, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quarta (19) que não pretende se afastar do comando da Casa mesmo após a oficialização da denúncia pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no processo da Lava Jato; “Eu não farei afastamento de nenhuma natureza. Vou continuar exatamente no exercício pelo qual eu fui eleito pela maioria da Casa. Estou absolutamente tranquilo e sereno com relação a isso”, disse; “Eu não misturo o meu papel de presidente da Casa com as eventuais situações que possam envolver a minha pessoa. Exercerei o meu papel de presidente da forma que, institucionalmente, eu tenho que exercer. Eu não faço papel de retaliação nem tomo atitudes por causa de atitudes dos outros”, completou.
O senador Collor de Mello poderá também ser oficialmente denunciado.

Nenhum comentário: