Busca

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

O Anjo Azul - Poesia de Lucinda








Como sempre, acordo cedo! Sou marinheiro das águas de Upaon-Açu!  Enfrento mares e correntezas!
...Hoje cedo vi a Lucinda flutuando em seus poemas.  E ela, em seus sonhos, sozinha, passeando além da estrada e correndo, no meio da rua...
Leiam a poesia de Lucinda nesta quarta que se abre neste dia de muita paz!
Poesia de Lucinda... 




















Eu sozinha no momento (e sempre...)
Eu passeando além da estrada
Eu correndo, no meio da rua,
no meio da praia, no meio de mim,
da minha estrada...
Eu sozinha, passeio no jardim
E, então entre o céu e a terra
surge a luz...
Inebrio-me na luz
Corro velozmente
E descubro de onde vem a luz,
do meu Anjo Azul que vinha sempre
me seguindo e querendo alcançar
e ao olhar mais uma vez seu rosto,
sinto a emoção tomar conta de mim,
é o Amor que transborda dele e toma
conta totalmente de mim...
...Acordei! Eu sonhava...Tudo era só
um sonho...Meu Anjo Azul é sonho...
É quimera...Pura Ilusão...
Mas, como sonho ele a qualquer
momento, há de voltar...

 (18 e 19/08/2015)

 Raimunda Lucinda Martins - Rai Lu/ Palavras e pensamentos de uma peregrina

Nenhum comentário: