Busca

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Transporte coletivo: Isentos continuarão usando transporte metropolitano com cartão da Urbs


A Urbs vai ceder à Comec o cadastro de usuários isentos do seu banco de dados. Com isso, passageiros que têm gratuidade e embarcarem a partir de quinta-feira (6) em ônibus da região metropolitana em direção a Curitiba poderão continuar usando o cartão transporte da Urbs. A cessão será feita gratuitamente mediante termo de compromisso de confidencialidade e sigilo já assinado pela Comec.
Com exceção dos isentos, o cartão transporte da Urbs não será mais aceito no sistema metropolitano a partir desta quinta-feira. Como a Comec ainda não tem cadastro de isentos, o banco de dados da Urbs vai permitir que idosos, pessoas com deficiência e aposentados por invalidez continuem a embarcar normalmente.
Isso evita que os isentos tenham de embarcar mediante apresentação de documento de identidade e não possam passar pela catraca, ficando no espaço entre a porta de embarque e a bancada do cobrador. O desembarque também teria de ser feito pela porta da frente, o que é uma forma de exclusão. Com o cartão, o isento passa normalmente pela catraca, sem diferenciação.
O banco de dados da Urbs, que é atualizado diariamente, tem atualmente 215.134 isentos cadastrados. São pessoas com mais de 65 anos, pessoas com deficiência, acompanhantes, aposentados por invalidez e fiscais e operadores do transporte que, somados, utilizam o cartão transporte 700 mil vezes por mês, em média.  
Se acrescentadas as categorias que têm direito à isenção sem cadastro  - oficiais de Justiça, carteiros, policiais militares, guardas municipais e estudantes do passe escolar -  o número de passagens isentas chega a 2,9 milhões por mês. Definidas por legislação específica, as isenções representam 14% do custo do transporte coletivo
O cartão isento é emitido pela Urbs desde que o usuário atenda as condições exigidas por lei, disponíveis no site www.urbs.curitiba.pr.gov.br clicando em Utilidades e, em seguida, Isenções. Neste mesmo espaço é possível confirmar horário e locais de atendimento, a legislação pertinente a cada tipo de isenção e o procedimento a ser adotado em cada caso.
Equipamentos
Com a decisão da Comec de não mais aceitar cartões da Urbs, os equipamentos do sistema urbano - validadores, os computadores de bordo e o console de comunicação do motorista com o Centro de Controle Operacional (CCO) da Urbs – serão retirados a partir da zero hora desta sexta-feira.
Em abril, a Comec deixou de aceitar cartões da Urbs que só tinham passagens compradas depois de 6 de fevereiro, mas os equipamentos foram mantidos para atender acordo firmado no Ministério Público que permitiu o uso no sistema metropolitano, de créditos comprados até 5 de fevereiro.
Os usuários do sistema metropolitano que ainda tenham créditos no cartão da Urbs só poderão usá-los no sistema urbano de Curitiba. Essas passagens têm validade de 5 anos, no valor da compra. Ou seja, quando o usuário passa o cartão no validador é descontado o valor da passagem no dia em que ela foi adquirida. Quem comprou no dia 5 de fevereiro, por exemplo, pagará R$ 2,85.
Com que cartão?
Para saber que cartão vai precisar, o usuário deve observar se está entrando no sistema de transporte de Curitiba (onde não há alteração de cartão) ou metropolitano (onde só os cartões metropolitanos serão aceitos).
Se o embarque for em ponto de ônibus de rua, o usuário deve observar se na lateral do ônibus existe a letra M que identifica o transporte metropolitano. Estes ônibus, que são do transporte não integrado só aceitam o cartão metropolitano. Por não ser integrado, esse sistema não aceita cartão da Urbs. Os ônibus que fazem parte da Rede Integrada de Transporte (RIT) de Curitiba são identificados pelo nome dos consórcios operadores (Pontual, Transbus e Pioneiro).
Para quem pega ônibus em terminal, a regra é simples: se embarcar em outra cidade da região metropolitana só pode usar, por decisão da Comec, o cartão metropolitano. Mas se embarcar em Curitiba, dentro do terminal, mesmo que seja para pegar um ônibus metropolitano, vale o cartão da Urbs, como sempre foi. Por exemplo: para embarcar no ligeirinho de Colombo dentro do terminal Cabral, o usuário entra normalmente no terminal com o cartão da Urbs. Uma vez dentro do terminal ele usa qualquer ônibus, inclusive os metropolitanos.
A mesma regra (pode usar o cartão da Urbs) vale para as estações-tubo localizadas em Curitiba e onde passam ônibus dos sistemas urbano e metropolitano. A exceção são as sete estações-tubo que, embora estejam em Curitiba são exclusivas do sistema metropolitano (veja relação abaixo). Como nestas estações só passam ônibus metropolitanos, a Comec não aceita o cartão da Urbs.
Atualmente, são utilizados no sistema metropolitano em média, por dia, em torno de 23 mil cartões transporte de Curitiba. Este número já é bem menor do que a média de 110 mil cartões transporte da Urbs utilizados em média no sistema metropolitano até fevereiro deste ano quando a Comec assumiu o gerenciamento do transporte nas cidades vizinhas.
Integração
Mesmo com as alterações no transporte metropolitano implantadas pela Comec, os usuários deste sistema continuam a contar com a integração do transporte coletivo de Curitiba. Isso é possível porque a Urbs, por determinação da Prefeitura de Curitiba, deixou disponível, gratuitamente para a Comec, plataformas em terminais e estações-tubo para parada dos metropolitanos.
Com a exigência de cartão próprio das empresas metropolitanas, foi preciso ceder estações-tubo de Curitiba para uso exclusivo de linhas de municípios vizinhos. É o caso da antiga Estação PUC, onde agora só para o Ligeirinho Fazenda Rio Grande; e a Estação Praça 19 de Dezembro, onde agora só para o ligeirinho Almirante Tamandaré que, antes ia até o Terminal Fazendinha e agora só chega até a Praça do Homem Nu. Embora localizadas em Curitiba estas estações são gerenciadas pela Comec e, a partir do próximo dia 6 só aceitarão cartão metropolitano

Veja o que muda
- O cartão transporte da Urbs continua sendo aceito normalmente em todos os 21 terminais urbanos e nas estações tubo onde passam linhas urbanas
- Não há nenhuma alteração no cartão transporte de Curitiba, o que inclui isenções e passe escolar
- Informações sobre o cartão metropolitano devem ser buscadas junto à Comec
Confira abaixo quais as linhas metropolitanas com estações tubo exclusivas localizadas de Curitiba e que não aceitarão mais cartão transporte da Urbs:
Biarticulado Pinhais/Praça Rui Barbosa
Estações tubo Pinhais (na Praça Rui Barbosa) e Paulo Kissula, Vila Nova e Pastor Manoel Virgílio de Souza, no sentido bairro
Ligeirinho Fazenda Rio Grande:
Estações:  antiga estação PUC e estação na Rua Lourenço Pinto
Ligeirinho Tamandaré/Centro Cívico
Estação Praça 19 de Dezembro

Nenhum comentário: