Busca

sábado, 3 de setembro de 2016

SEM TER O QUE FAZER


Crônica do amanhecer

Hélcio Silva

(03/09/2016)
  
Um cabra da peste, de lá das terras e dos grandes lagos da baixada, trancou meus passos quando eu caminhava pela rua grande, principal via comercial de Upaon-Açu, e indagou-me com insinuações?

- Cara, tu nunca mais foste a São João!... Estás escorraçado de lá? Quem te escorraçou?

Na parada do andar vi que era o Zé. Velho amigo! Só o conheço por Zé, companheiro que gostava de viajar de lancha, quando a Nova Estrela fazia navegação entre São João Batista e São Luís, nestes mares deste nosso velho e sofrido Maranhão.

Conversamos bastante. Contou-me que nunca os governos cuidaram da baixada maranhense e que o povo pobre está sem emprego e sem ter o que fazer.

Meus amigos! Permitam-me fazer uma pausa e uma reflexão. Esse “sem ter o que fazer” é um dos grandes problemas deste país. Quantos são os desempregados? Falam que são 12 milhões somente vítimas desta crise.

Quantas crianças estão fora da Escola?... Essas duas coisas (fatos reais) chocam! São feridas sociais que causam dor e sofrimento. Uma criança sem Escola! Um pai de família sem emprego!... Como dói!

Os maus políticos acabaram com a República, quebraram o país, roubaram, enriqueceram com o dinheiro público e fizeram o diabo, como eles mesmos disseram, contra toda a Nação Brasileira. Fizeram o diabo até nas últimas eleições presidenciais.

Há políticos honestos, porém, tão poucos!

Volto à minha reflexão sobre o Maranhão!

Havia uma esperança!

Esperança!!!...

E por que fomos enganados pela esperança?...

Que pergunta! Não sei responder corretamente. Mas posso dizer que foi mentira de campanha... Ou serei proibido de assim pensar!?... Terei que arrolhar a boca para não dizer?

E já temos dois anos de Governo do Flávio Dino e tudo continua do mesmo jeitinho. Acabou-se a esperança: nada mudou, tudo continua do mesmo jeito!

Sobre a querida São João Batista, cidade a 265 quilômetros de São Luís, é uma das mais sofridas da baixada.

Nunca vi, em qualquer lugar que conheço neste Brasil, uma sucessão de tantos prefeitos ruins no comando da cidade. E faz tempo!

E vejo que a cidade de tanta gente boa merecia um bom prefeito...

Depois de Chiquitinho nunca mais a cidade teve um bom prefeito... E faz tempo!

E bota tempo nisso!

Nenhum comentário: