Busca

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Falta do que fazer

Crônica do Amanhecer

De HS

Abanco-me bem sentado à mesa e coloco os cotovelos em riba, apoiando a cabeça com as mãos abertas e direcionando a luz dos meus olhos de frente para ver o retrato do novo governo pelas telas da internet.
O Flávio Dino faz um jornal de propaganda no Twitter e ainda com tempo para dar umas alfinetadas no governo passado, às gargalhadas!..., creio, sim!..., rindo dos sarney’s!
Falta do que fazer!
O Márcio Jerry provoca o deputado Hildo Rocha com dois textos: “Hildo Rocha não se conforma em ver todo dia um governo sério, competente, trabalhador, honesto. Por isso que está decepcionado.” – “Hildo Rocha, deputado da farra de convênios ilegais no governo de Roseana Sarney, disse que está "decepcionado com Flávio Dino.”
O Robson Paz não perde e viagem e voa nas  palhetas do GTA, afirmando eufórico: “Em apenas 6 meses, as equipes aeromédica e do GTA já fizeram 48 resgates. Durante todo ano passado foram feitos 65.”
O Ariano Sarney - hoje na oposição - parece que se sentiu provocado e entrou de carrinho pra cima do governo Dino: “Governo acha que me desqualifica me chamando 'Neto de Sarney.' Pelo contrário, meu avô é um democrata, Flávio Dino, um verdadeiro ditador.”
Gente! Isso foi só num pouquinho de tempo que dei atenção a este assunto...
Enquanto isso, os grandes problemas do Maranhão continuam do mesmo jeito. O Governo não tem planejamento, governa sem plano, governa sem rumo! Os problemas na Saúde Pública são graves e os da Segurança Pública nem vamos falar: são claros e evidentes..., videntes e clarividentes!
E agora andam dizendo por aí, nas rodinhas da cidade, que o governador vai impor a candidatura do visconde como vice do filho do marquês.
E eu, com esta, vou saindo por aí lembrando de Bandeira Tribuzzi, cantando com minha voz suave:
Ó minha cidade / Deixa-me viver / que eu quero aprender / tua poesia / sol e maresia / lendas e mistérios / luar das serestas / e o azul de teus dias // Quero ouvir à noite / tambores do Congo / gemendo e cantando / dores e saudades / A evocar martírios / lágrimas, açoites / que floriram claros / sóis da liberdade // Quero ler nas ruas / fontes, cantarias / torres e mirantes /    igrejas, sobrados / nas lentas ladeiras / que sobem angústias / sonhos do futuro / glórias do passado.

De HS, ainda pensando que esse governo era de mudança...

Nenhum comentário: